Portal de Notícias Demonstrativo - Sua fonte de notícias na cidade de ...

Notícias Mundo

Mãe tenta trazer corpo de goiano que morreu nos EUA para ser enterrado em Campinorte

Amigos descobriram morte após ele passar dias sem aparecer ou dar notícias. Elzo da Silva Oliveira tinha 35 anos e morava há menos de um ano na Califórnia; ele deixa três filhos.

Mãe tenta trazer corpo de goiano que morreu nos EUA para ser enterrado em Campinorte
Elzo da Silva Oliveira, 35 anos, morreu nos EUA (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal)
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A família do goiano Elzo da Silva Oliveira, de 35 anos, tenta trazer o corpo dele de Richmond, cidade na Califórnia (EUA), para Campinorte, no norte de Goiás, para ser velado e enterrado junto aos parentes. Mãe dele, Djanira Souza não se conforma com a perda do filho.

Djanira disse que Elzo se mudou há cerca de oito meses para o exterior e estava vivendo em Daly City, ao lado de São Francisco. Ele deixa três filhos: um menino de 13 anos, uma menina de 10 e uma bebê de um ano e meio.

A Assessoria de Assuntos Internacionais em Goiás informou que já foi contactada pela família do goiano e passou as informações de que precisa para entrar com um processo e ajudar nesse transporte.

“Entramos em contato com o órgão e eles disseram que, normalmente, cobrem apenas o traslado das cinzas, que para trazer o corpo tem que ser feito de forma particular, que está custando cerca de US$ 35 mil”, explicou o advogado que está assistindo a família, Augusto Guimarães.

O amigo de Elzo, Robson de Avila foi quem deu a triste notícia a Djanira. Ele e outras pessoas que conheciam o goiano descobriram, na quinta-feira dia 25, que Elzo havia morrido e criaram uma vaquinha online para tentar arrecadar o valor necessário para o transporte do corpo.

Robson contou que Elzo deu notícias pela última vez em 20 de fevereiro, um domingo.

“No dia anterior, ele saiu para tomar uma cerveja. […] De madrugada, ele parou de responder mensagem, atender ligação. Eu fui ligando em hospitais, necrotérios, até que outro amigo, com a placa do carro, descobriu que ele havia morrido”, contou.

Segundo Robson, a polícia local contou que Elzo teria passado mal em um quarto de motel em Richmond (uma cidade a cerca de 30 km de onde ele morava), a emergência foi chamada, mas ele morreu a caminho de hospital.

Robson disse que, segundo os investigaodres, a causa da morte ainda não foi esclarecida e os laudos da autopsia podem levar até três meses para ficarem prontos.

O g1 tentou contato com a polícia de Richmond por telefone na tarde desta quarta-feira, mas não conseguiu localizar o investigador responsável para saber mais detalhes sobre o caso.

FONTE/CRÉDITOS: G1 Goiás
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!